TU COMUNIDAD DE CUENTOS EN INTERNET
Noticias Foro Mesa Azul

Inicio / Cuenteros Locales / andueza / AGRADAM-TE OS HOMENS

[C:364123]






- Como queres que seja teu amigo, Agapito, para mim é muito complicado, se tu és homem e resulta que agora te agradam os homens. E não estou te julgando, Agapito, mas estou sendo realista quanto a que não posso ter um amigo nessa condição. Imagina, no bairro todos estariam comentando coisas. Já sabes que as piores discriminações são murmuradas nos recantos... E no íntimo: tens que perceber como é importante a opinião dos demais. Na minha concepção, quem não se importa com a opinião dos outros é merecedor de aplausos... Sinto muito, Agapito, somente estou sendo honesto contigo. Talvez outro não te falaria assim, abertamente, como eu estou falando. Já sabes que as piores fofocas, as mais brutais, são cochichadas baixinho. Simplesmente não posso, não tenho coragem para isso... Veja, eu creio que deves me entender, o que não podes fazer é ficar me olhando como se eu fosse um estúpido, o que não sou.

- É impressionante, Bruno, ficas corado enquanto falas. Eu não disse nada e nem sequer estou prestando atenção ao que dizes... nem tua amizade te pedi, pois já a tenho.

-Mas Agapito... olha só... apareces de um dia para outro com o cabelo pintado... as sobrancelhas depiladas... sapatilhas de cores, um cintinho, aros... uma camiseta com a estampa do Che Guevara... Se vê que tens estado há um bom tempo em frente ao espelho. Não há dúvidas. Até pareces um italiano. E ainda queres que eu vá contigo às compras... não podes me pedir isso, Agapito, imagine todo este povo dizendo, "aí vão as duas senhoritas novas", "lá vão as duas noivas assumidas do guerrilheiro". Aí estarão dizendo isso: "lá vão os pervertidos anormais", até vão dizer "lá vão os sodomitas". Poderás me dizer “essas são coisas do passado”, e temo que não seja assim. Eu creio que não é assim. Não, Agapito, eu não quero nada disso em minha vida... era só o que me faltava... e até a mulheres vão me repudiar temendo que eu tenha me contagiado por doenças...

- Bruno, a verdade é que jamais te imaginei assim tão discriminador, medieval, estás me deixando desconcertado... pensei que eras inteligente...

- Te juro, Agapito, não discrimino ninguém, por mim todo mundo seria feliz e nada mais, não somos ninguém para julgar os outros... simplesmente vivemos num mundo que é assim, cheio de cavernais... como dizes, prontos para discriminar, para pôr cara de "eu não te conheço" quando se encontrarem com um, e eu não posso jogar com isso. Além disso, eu tenho filhos... como lhes explico uma situação assim?... Não, Agapito, vá embora, que para mim é uma complicação que me ultrapassa. É muito difícil para mim. E não pense que não estou sofrendo, pois tu és meu grande amigo... E agora, com quem compartilharei minhas coisas? Que coisa estranha e inesperada. Por tudo o que há neste mundo, Agapito, perdoa-me... Por que estás rindo?


Texto agregado el 31-07-2008, y leído por 81 visitantes. (2 votos)


Lectores Opinan
20-10-2008 Eh! Você veio de longe para ser qüalira por essas bandas, então que seja um qüalira que sabe usar a língua, ou procura um bom nisso, mas não detonem o meu idioma. Cara...!!! Sai do armário Bofe. CATIRINAROSA
31-07-2008 bomm mesmo, si no to errada e comprendi ben el portuguez.... bruno ai ainda ta no closet e ? goste :) saludos Edel. edelweis
 
Para escribir comentarios debes ingresar a la Comunidad: Login


[ Privacidad | Términos y Condiciones | Reglamento | Contacto | Equipo | Preguntas Frecuentes | Haz tu aporte! ]